30
Ago 13

Não querendo contrariar os comentários sobre os motivos, causas e consequências dos fogos parece-me que também pode ser dissuasivo a aplicação das leis atropeladas pelos incendiários. Sei que alguns, quase todos, o fazem por "demência" mas isso também é aproveitado pelos "mandantes" que pagam de alguma forma a esses pobres de espírito para fazerem o gosto ao dedo.

 

Para além do crime de fogo posto e que de vez deve ser punido com determinação, sem penas suspensas, mas também no antes deve manter os suspeitos em prisão preventiva, nada de aguardar julgamentos em liberdade, deverão ser consideradas outras leis já que a presente lei aplicada é "curta e leve" e não contempla o todo.

 

A ver, ao iniciar um incêndio o suspeito perpetua um crime contra o património público e privado. Ao destruir pelo fogo, roubam materialmente o estado e os privados que detém esse património. Assim sendo, há um furto para além de danos morais. O estado através do magistrados deve pedir a aplicação das leis respectivas, sendo necessário os privados devem apresentar queixa-crime contra os prevaricadores.

 

Mais e tão certo como o que se está a passar, devem ser acusados de homicídio em forma tentada, e, no caso mortes, de homicídio voluntário. Principalmente este ano fica provado, em qualquer dúvida, que as acções dos incendiários matam. Sem atenuantes, a não ser que possa haver uma redução na pena se denunciarem (detesto isto mas neste caso que se f'lixe) os mandantes e outros participantes na acção (6 focos de incêndio simultâneos, ou o "gajo" é muita bom e está mais lixado ainda ou teve companhia).

Os familiares das vítimas mortais podem e devem apresentar queixa-crime e ir até ao limite ou mesmo ultrapassá-lo.

 

De todas as formas e como qualquer criminoso do género deve ser acompanhado clinicamente (de maneira a ficar preso muitos anos).

 

Como os pedófilos, os incendiários não têm uma vida fácil na cadeia porque como sabem lá dentro há familiares e amigos de vítimas, ou potenciais vítimas, de incêndios.

 

O que defendo não é nenhum exagero pois de facto os incendiários cometem estes crimes e portanto nada disto é absurdo.

Não há necessidade de mais leis, há necessidade de aplicar as que existem nesta situação.

 

Este "negócio" tem que ser drasticamente combatido em todas as suas vertentes.

publicado por FV às 15:35
sinto-me: parem lá com isso!
música: credence clearwater revival.bad moon rising

arquivo
as minhas fotos
arquivo
mais sobre mim
pesquisar
 
(O direito de autor é reconhecido independentemente de registo, depósito ou qualquer outra formalidade artigo 12.º do CDADC. Lei 16/08 de 1/4) (A registar no Ministério da Cultura - Inspecção - Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. - Processo n.º 2079/09)