22
Set 11

11-de-setembro-New-York

O que me irrita do 11 de Setembro é que ninguém parece ter aprendido nada.

Tudo e todos parece pensarem em negócio, excepto aqueles que mais sofreram e sofrem na pele o que e os que perderam.

Com todo o respeito para com esses…

Que aqui vão ficar os espelhos de água, que bonito e ali a torre que ficará ainda mais alta que as anteriores, com 102 andares, a maior do mundo, mesmo que não seja, basta estar nos EUA para passar a ser, num valor de não sei quantos e tal milhões de dólares… e a crise e a fome que se lixem, mais o que aconteceu, já nada interessa… até as peregrinações internas americanas em prol de uns dos maiores heróis disto tudo, os bombeiros, se transformou num negócio… vão bombeiros dos EUA, de todo o lado e irão qualquer dia da Europa e de outros continentes, não tarda umas agências de viagens começarem a ter a ideia e vai ser como a Terra Santa com o Turismo Religioso, quero eu dizer, mais um tema para vender um produto turístico ainda por cima num dos ‘top five destinations’ do mundo mas baseado numa desgraça, num drama que corre o risco de se banalizar e tornar um mero produto como se tivesse vindo do cinema ou da televisão, autêntica ficção…

Não que eu não queira que recuperem o ‘Ground Zero’ e que fique a memorizar um dos atos mais horriveis da humanidade, mas a forma, a maneira de falar, de expor os assuntos… somos mesmo abutres.

Então e o Terrorismo?

Então e as medidas restrictivas que se têm tomado relativamente à Liberdade, como se isso fosse alguma vez corerente ou possível para servir de justificação?

Então e as intervenções no Iraque e no Afeganistão e tudo o resto que serviu os senhores da Indústria da Guerra, que realmente controlam e dominam a situação global, mas que começam a perder terreno, ao contrário do que nos querem fazer querer, para poderem tentar instituir a tal Nova Ordem Mundial contrária à Natureza e ao equilíbrio natural do nosso Planeta.

Sim… esses que continuam ainda a pensar que o dinheiro se come e tudo destroiem porque acham que o Planeta vai acabar, por isso estão com tanta pressa em viver na quantidade e qualidade só para eles passando por cima de tudo o que ‘mexe’ nesta Terra.

Não! O Universo está acima deles, é maior, enorme, e, criou-nos para o melhor, não para o mais, para ambições desmedidas, para que todos possam aceder a uma qualidade mínina de vida a que todos têm realmente direito, todos, até eles.

Essa gente não tem a devida proporção da matéria e da dimensão humana, não vivem, vegetam em casulos longe de tudo e de todos, nem imaginam como vive a maioria das pessoas no mundo.

Utilizam os políticos, os regimes e sistemas conforme mais lhes convém, hoja cumprimentam uns que amanhã fazem cair não olhando a meios, nem aos chamados danos colaterais que sempre acontecem.

Não querem nem saber que entre dois ou mais grupos armados, com crianças à mistura, há mais gente que nada tem com essas situações que só pretendem ter uma vida, a deles e têm esse direito!

Já nem hospitais e cemitérios se respeitam, idosos e crianças, mulheres e enfermos, vai tudo a eito, perderam-se todos os valores e princípios.

…e com o 11 de Setembro em New York, que todos considerámos como se fosse nas nossas casas, assim como, com o 11 de Março em Madrid, que foi sentido da mesma forma, ninguém parece ter aprendido nada.

Só os povos, aqueles que foram vítimas de ódio, se têm levantado contra a tirania, desarmados e que têm sido deliberadamente assassinados sem qualquer reação deste mundo ocidental que só intervem quando os interesses dos grandes senhores falam mais alto!

publicado por FV às 11:12
sinto-me: revoltado!
música: Mysterious Ways.U2
tags:

arquivo
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
(O direito de autor é reconhecido independentemente de registo, depósito ou qualquer outra formalidade artigo 12.º do CDADC. Lei 16/08 de 1/4) (A registar no Ministério da Cultura - Inspecção - Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. - Processo n.º 2079/09)